terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Cultivando Boldo

"Pé" de Boldo de 90 dias
O boldo  é uma planta medicinal utilizada principalmente como remédio caseiro para problemas relacionados ao fígado e vesícula biliar. Mas segundo a medicina popular, seu consumo auxilia no tratamento da má digestão, prisão de ventre, flatulência, dores de cabeça e insônia.*
Vale lembrar que chás e outros produtos fitoterápicos só devem ser utilizados através da indicação de um médico. Toda planta tem seus benefícios e malefícios, dependendo da forma como é administrada. O uso em excesso ou a falta de conhecimento sobre os princípios ativos e morfologia da planta, podem levar a sérios riscos a saúde.
O boldo por exemplo, pode ser abortivo  e provocar problemas no sistema nervoso se utilizado em grandes quantidades ou por período prolongado. Pessoas com sintomas de dengue, zika ou chikungunya não devem tomar boldo, pois a boldina causa inibição da agregação de plaquetas.
Muito utilizado por pessoas que exageram no consumo de bebidas alcoólicas, o boldo é capaz de aliviar os sintomas da ressaca devido a presença de uma substância conhecida como alcaloide boldina, que ativa a secreção salivar e o suco gástrico.
O pé de boldo, como costumamos chamar, é um arbusto com caule macio e folhas grandes, verdes e aquosas. Em fase adulta, torna-se uma grande moita, e cresce para os lados e para o alto, ocupando grande espaço. Para não tomar muito espaço em sua horta, é essencial que seja podado periodicamente.
Fazer mudas ou estacas de boldo é muito simples. Esta planta é muito forte, bruta, selvagem. Para sua reprodução basta arrancar um de seus galhos, e fincar na terra, como mostra o passo a passo.



  1. Encontre um arbusto de boldo adulto. Escolha um ou vários de seus galhos menores (os que ficam na parte mais baixa do caule)
  2. Corte o galho escolhido, na divisa com o caule principal.
  3. Desfolhe 1/3 do galho
  4. Plante o galho diretamente na terra, no local em que ficará permanente.
Você pode plantar boldo em baldes ou vasos altos, mas o ideal é que seja plantado no chão, em terra bem firme. Este tipo de planta cresce e se alastra, precisando muitas vezes ser amarrado em estacas para não se quebrar com o próprio peso.

*Todo medicamento fitoterápico (chá, infusão, cataplasma...) só deve ser utilizado através de orientação médica.