quinta-feira, 10 de março de 2016

Pimenta

Pimenta cumari
As pimentas são originárias da América do Sul e Central, e talvez por isso o Brasil e o México aparecem como os países que mais a incluem em suas receitas. 

Cristóvão Colombo foi o primeiro europeu a encontra-las quando descobriu a América. Pensou estar na Índia e nomeou as frutinhas vermelhas de "pimenta", pois seu sabor lembrava uma especiaria indiana, a pimenta do reino.

As pimentas são catalogadas por tipos e grau de ardência, existe, inclusive, uma medida que classifica as pimentas conforme o índice de sua ardência, a Escala Scoville.

Mas quero lhes falar mesmo é sobre como é fácil cultivar pimentas. Por serem nativas em nosso continente, ela se propagada em qualquer região. A dificuldade limita-se na escolha de qual tipo plantar, então vai mesmo do seu gosto. Particularmente, eu prefiro as mais doces, mas vou passar uma listinha das mais utilizadas na culinária brasileira.

Malagueta
Malagueta
É uma das pimentas mais famosas do Brasil e possuí alto índice de ardência. Sua planta é alta, podendo chegar até 2 metros de altura. Suas folhas são verdes e lisas e os frutos finos e compridos, que podem ser consumidos verdes (menos ardor) ou vermelhos (maduro).

Pitanga
Foi batizada com este nome provavelmente por ser muito parecida com a fruta, pitanga. Seu sabor é parecido com a pimenta bode, mais ácido do que ardido.
Dedo de Moça amadurecendo

Caiena 
É uma das espécies mais antigas no nosso país, da época do descobrimento. Seus frutos são longos, vermelhos ou amarelos e levemente retorcidos. É menos ardida que a malagueta, e é mais utilizada seca.

Dedo de Moça
Esta espécie é muito saborosa e seu uso na culinária é mais frequente na forma seca, salpicando as sementes sobre os pratos. Seu aroma e sabor são suaves. Cresce em forma de arbusto pequeno, que precisa ser podado sempre que os frutos secarem.
Pimenta Biquinho

Biquinho
Pode ser comida crua, com casca e sementes pois não arde. Ótima para conservas, saladas, temperos e petiscos. Pode ser cultivada em vasos, na cozinha, é decorativa e deliciosa.

Brinco de Princesa
Seus frutos são pequenos e graciosos, realmente lembram brincos vintage, fazem jus ao nome. A ardência desta pimentinha é fraca, e é utilizada em carnes e ensopados.

Pimenta Bode
As pimentas bode, ou pimenta de bode, ou ainda pimenta bodinho, são selvagens, se alastram rapidamente em qualquer tipo de solo. Muito apreciada no Estado de Goiás, predomina na cor amarela, vermelha e roxa.


Pimenta Bode Roxa


O cultivo de pimentas não tem segredo. Elas "pegam" muito fácil, basta jogar suas sementes maduras sobre o solo e cobrir com fina camada de terra. Não requer grandes cuidados, podem ser plantadas no chão ou em vasos. Duram muito tempo, e para dar continuidade a produção dos frutos corte os os galhos cujos frutos amadureceram e secaram.

As sementes de pimenta são muito férteis. Basta os frutos maduros caírem no solo, e novas mudas surgirão ali em poucos dias.

As pimentas embelezam a horta, seus frutos coloridos trazem mais vida ao verde do ambiente. Há também as espécies ornamentais, desenvolvidas para decoração. Experimente plantar algumas em vasos e colocar nas janelas, bancadas e mesas da cozinha,